5 regras básicas no relacionamento com os clientes

 

Quando a loja consegue atrair o cliente, é importante não decepcionar. Algumas regras para manter os clientes são básicas.

O varejo é uma atividade milenar, que tem se sofisticado nos últimos anos. Hoje dispomos de altas tecnologias, estoques online, o cliente pode comprar produtos onde quer que ele esteja, lojas com verdadeiras experiências sensoriais, técnicas de atendimento que antecipam a perguntas dos clientes e muitas outras medidas que melhoram a produtividade das lojas. Entretanto, algumas coisas ainda continuam sendo básicas e vitais. Às vezes, sentimos falta que o mais simples apenas funcione, sem tanta sofisticação. Apesar de tantos recursos disponíveis, o varejo é feito de relacionamento entre as pessoas, e algumas regras são básicas para qualquer operação de loja.


Equipe pronta
Se a loja, ou a marca, fez um certo esforço e investimento para atrair um cliente, é importante que haja recurso disponível de atendimento. Equipe atenta com a presença do cliente, ter conhecimento sobre o produto, saber da logística de entrega e oferecer condições de pagamento são os passos básicos para gerar uma transação comercial. É frustrante para o cliente visitar uma loja e não ser capaz de obter as informações essenciais para concluir uma compra.

Cliente hoje, cliente amanhã
Um consumidor atraído por uma oferta é um potencial cliente fiel para a marca. Pequenas exceções, uma cortesia, certa flexibilidade na negociação e outras demonstrações de atenção no atendimento, podem conquistar definitivamente o cliente que, inicialmente, foi atraído apenas pela promoção.

Cumprir a promessa
Considere que a maioria dos clientes (a) irá lembrar de todos os detalhes de uma publicidade ou negociação, (b) tem alta expectativa em relação aos benefícios dos produtos, e (c) quer pagar o menor preço possível e ter o máximo de desempenho do produto. Todas as informações que ocorrerem nesses três aspectos têm alta relação com a satisfação dos clientes.

Oferecer informações adicionais
Uma vez que os clientes estão na loja, eles esperam obter mais informações dos produtos e serviços do que eles poderiam encontrar com amigos, internet e até mesmo com a concorrência. Boa parte das compras dos clientes, deixam de ser efetuadas simplesmente porque eles não encontraram informações, leia-se razões, suficientes para comprar o produto durante sua estada na loja.

Demonstrar que a loja se importa
Não basta ser atencioso, é preciso demonstrar atenção. As perguntas, necessidades e situações dos clientes podem se repetir várias vezes ao longo do dia para quem está na loja, os acontecimentos no ambiente de vendas podem até ser parecidos, mas lembre-se que eles nunca são iguais na visão dos clientes. Apesar das lojas terem milhares de clientes, considere que os clientes têm apenas uma percepção da loja que, para eles, não se assemelha com nenhuma necessidade de outro cliente. Perceba a individualidade das relações e trate as necessidades dos clientes separadamente, como se fossem únicas e como nunca tivessem acontecido, porque para o cliente talvez ela nunca tenha acontecido mesmo.

 

 

 

 

 

 

 

Voltar para Comportamento

Os editoriais representados nesse site não expressam necessariamente a opinião das organizações mencionadas. Os textos são escritos por analistas de mercado de/para Dexi Marketing Ltda. com informações e imagens disponíveis na mídia. Não têm qualquer vínculo comercial ou publicitário com o seu editor. Assim, a Dexi espera colaborar com informações técnicas para o desenvolvimento do conhecimento do varejo e estudos do comportamento de consumo.

© 2016 por Dexi Marketing Ltda. Todos os direiros reservados.