Pequenas mudanças, grandes resultados.

 

Como pequenas alterações na gestão do varejo podem gerar grandes resultados.

Todos já sabem que 2016 está sendo um ano difícil para a economia e o varejo. A expectativa é que o resultado seja inferior ao ano passado para maioria dos setores. Hoje, comemora quem consegue manter o mesmo resultado sem queda. Os varejistas estão revendo as metas, repensando a expansão, ajustando as contas e planejando como melhorar a venda. Fazer o básico, bem feito, se tornou essencial.

Um pequeno e modesto plano de mudanças na loja pode fazer toda a diferença no final do ano, tanto ajudando a transpor a fase de crise quanto até com resultados ainda melhores. Pequenas e importantes mudanças ao alcance do dia-a-dia no varejo podem trazer expressivos resultados.

 

Foque a satisfação do cliente – direcione a equipe da loja para cada atendimento e, por um momento, deixe de lado a estatística. Faça com que a equipe se preocupe com as percepções individuais dos clientes sobre a loja, funcionários e o processo de compra. Crie uma experiência de compra agradável para aumentar a chance de o cliente voltar à loja, recomendar para seus amigos e perceber um valor ainda maior no produto que comprou. Atingir uma meta estatística de satisfação pode parecer difícil de ser superada. Então, foque no indivíduo, no cliente, em cada atendimento. Quando sua equipe perceber, os resultados de curto prazo serão melhores.

 

Fique atento aos detalhes – boa aparência, organização, ambiente limpo, equipe preparada, entre outros detalhes fazem muita diferença no resultado. O varejo é competitivo por natureza, processa centenas ou milhares de transações comerciais no mês, e a percepção que os clientes têm da loja pode fazer a diferença na escolha de onde, quando e quanto comprarem. Um pequeno detalhe pode influenciar inúmeras vendas no dia, durante os meses acumulando um considerável acréscimo ao final do ano. Lembre-se, a qualidade é percebida nos detalhes.

 

Melhore a comunicação – é fundamental que os clientes identifiquem o que está sendo ofertado pela loja e percebam a vantagem para comprar. Uma vitrine atrativa, o banner no lugar certo, o destaque certo de produto na exposição, o display próximo ao caixa, a mensagem junto com a embalagem e outras peças pequenas de comunicação e visual merchandising podem fazer uma grande diferença no resultado. A comunicação do varejo é a soma de todos os esforços, dentro e fora da loja.

 

Transforme a rotina, numa rotina – uma característica do varejo é repetir inúmeras vezes a mesma operação para construir o resultado. A padronização é fundamental para garantir a previsibilidade da operação, ou seja, crie um roteiro para garantir que a rotina seja cumprida. Faça reuniões diárias com a equipe antes da abertura da loja, ande por todas as áreas da loja a cada hora, converse com os clientes ao menos uma vez por dia, converse com os funcionários ao menos duas vezes por dia e estabeleça pequenos pontos de verificação na operação. Considere que grandes mudanças são construídas com um conjunto de pequenas ações.

 

Ações mais drásticas e complexas realizadas em momentos de prosperidade econômica podem ser capazes de alavancar grandes mudanças. Entretanto, pequenas alterações são mais fáceis de realizar, menos arriscadas, geram impactos menores, são estimulantes e motivadoras porque têm resultados tangíveis. No momento de incerteza econômica, opte por implantar pequenas mudanças e, sem dúvida, faça o básico bem feito. Saiba mais sobre o básico bem feito clicando aqui

Os editoriais representados nesse site não expressam necessariamente a opinião das organizações mencionadas. Os textos são escritos por analistas de mercado de/para Dexi Marketing Ltda. com informações e imagens disponíveis na mídia. Não têm qualquer vínculo comercial ou publicitário com o seu editor. Assim, a Dexi espera colaborar com informações técnicas para o desenvolvimento do conhecimento do varejo e estudos do comportamento de consumo.

© 2016 por Dexi Marketing Ltda. Todos os direiros reservados.